Ampliação da oferta de água potável beneficia mais de 25 mil pessoas

O Dia Mundial da Água é comemorado neste domingo (22)

E além da comemoração, este ano a data assume uma importância ainda maior, diante da pandemia mundial. Ainda mais porque uma das medidas de combate à propagação a infecção pelo Covid-19, é o uso da água nas ações de higiene pessoal e hidratação.

Muito antes do cenário de pandemia, o Governo de Alagoas, por meio da Secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), vem atuando em todo o estado para levar água de boa qualidade, principalmente para as regiões mais escassas. E conscientizando as pessoas da importância de priorizar o uso da água potável para todas as atividades domésticas, que agora ganham ainda mais importância, diante do risco de evolução dos casos de coronavirus.

“Nosso objetivo sempre foi o de levar água para os que mais precisam deste recurso, por ser um bem precioso e de extrema necessidade para ter uma boa qualidade de vida. E neste momento delicado que estamos vivendo, ter acesso a uma água e usá-la de forma consciente é ainda mais importante para seguirmos no combate a proliferação deste vírus”, resaltou o secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Fernando Pereira.

A criação da Maratona Hídrica pela Semarh foi um dos diferenciais que fizeram com que o número de pessoas alcançadas com os recursos hídricos crescesse. Iniciada em novembro de 2019, a Maratona já passou por 35 municípios alagoanos ate então, proporcionando a entrega de 31 sistemas de dessalinização, 12 sistemas de abastecimento de água, 11 microssistemas comunitários, Implantação de 564 cisternas de placas a recuperação de 28 nascentes.

Um dos beneficiados foi seu Benedito, de 62 anos, que além da sua esposa, mora com filhos e netos na comunidade de Lajinha, no município de São José da Tapera. Ele conta que antes ele e os irmãos chegavam a ter que dividir um único copo com água, vinda de açudes ou croatás (planta terrestre que armazena água das chuvas).

“Na minha infância era muito difícil, porque não tínhamos água para beber e só conseguíamos tomar banho uma vez na semana. Os mais velhos priorizavam as crianças e se viravam como podia para conseguir água para eles. Agora ficou diferente, podemos beber água, lavar e tomar banho sem complicação. A qualidade de vida melhorou muito”, contou.

MEDIDAS

Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar bem as mãos (dedos, unhas, punho, palma e dorso) com água e sabão, e, de preferência, utilizar toalhas de papel para secá-las.

Além do sabão, outro produto indicado para higienizar as mãos é o álcool em gel, que também serve para limpar objetos como telefones, teclados, cadeiras, maçanetas, etc. Para a limpeza doméstica recomenda-se a utilização dos produtos usuais, dando preferência para o uso da água sanitária (em uma solução de uma parte de água sanitária para 9 partes de água) para desinfetar superfícies.

Utilizar lenço descartável para higiene nasal é outra medida de prevenção importante. Deve-se cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Também é necessário evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.

“E lembrem-se, mais do que nunca a água é importante. É preciso intensificar os nossos hábitos de higiene, como por exemplo, lavar as mãos. E não esquecer de fazer isso de forma consciente, sem desperdiçar esse bem tão precioso para vida que é a água”, frisou Pereira.do nas ações de higiene pessoal e hidratação ganham mais importância no momento de combate ao coronavírus.

Agência Alagoas

FacebookTwitterGoogle Bookmarks