Prefeitura interdita New Cervejaria e Tanque Cheio por desobediência a decreto

Estabelecimentos ficam interditados por 7 dias, e fica proibida a execução de música ao vivo nos locais por 30 dias

Os bares New Cervejaria e Tanque Cheio, ambos localizados na parte alta de Maceió, serão interditados na tarde desta segunda-feira (18), em uma ação conjunta das secretarias de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs), Desenvolvimento Territorial (Sedet) e Vigilância Sanitária.

A interdição segue determinação do decreto municipal 9.032, que liberou música ao vivo nos bares e restaurantes, com a condição de que não houvesse aglomerações e desrespeito aos protocolos de segurança contra a covid-19.

Em uma blitz realizada na sexta-feira (15), pela Semscs, os dois estabelecimentos foram flagrados desrespeitando as regras determinadas pelo Município.

“Fomos pessoalmente aos locais e tratamos com os proprietários. Eles já foram notificados em razão de outras infrações e, após constatarmos o descumprimento do decreto, com pessoas de pé, sem máscara e aglomeradas, deliberamos em conjunto pela interdição”, afirmou o secretário Thiago Prado.

A partir de hoje, os estabelecimentos ficam interditados por 7 dias. O período foi redefinido em reunião com as secretarias nesta manhã. Além disso, fica proibida a execução de música ao vivo nos locais por 30 dias.

Desde o dia 07 deste mês as equipes da Semscs estão trabalhando em ações educativas e de conscientização, para orientar donos e usuários de estabelecimentos da capital. Do início da operação, até a última sexta-feira (15), mais de 20 estabelecimentos foram fiscalizados.

De acordo com Nelson Menezes, da Vigilância Sanitária, além do termo de interdição, os bares receberão um auto de infração, e terão que apresentar defesa, podendo ao final da apuração ser multados em até R$ 19 mil, conforme prevê o Código Sanitário de Maceió.

Caso descumpram a interdição e voltem a funcionar antes dos sete dias, os estabelecimentos podem ter o alvará cassado pela Sedet, segundo reforçou o engenheiro Galvaci de Assis.

Secom Maceió

FacebookTwitterGoogle Bookmarks